ESCOLHA, PAGUE E RECEBA SEU PEDIDO SEM SAIR DE CASA

Gênero: Romance

Formato: 14 x 21 | Ano: 2013

Peso: 254 gr

Páginas: 192 | Polen  80 gr.

SINÓPSE: Ana Diniz nasceu em 1946, em Oriximiná, às margens do rio Trombetas, no Pará, em plena Amazônia brasileira. O jornalismo foi sua principal atividade durante trinta anos, e, nesta carreira, foi repórter, editorialista e cronista, e uma das primeiras redatoras-chefes de jornal diário de grande circulação no Brasil. Escreveu e publicou, individualmente, a partir de 1994: Correndo atrás da vida, livro-reportagem sobre a situação das crianças trabalhadoras na Amazônia; Em busca de uma linguagem feminina, livro-pôster, de poemas; Santíssima greve, a história de Mariano no céu, romance; Histórias de sol e de chuva, contos. Sua bibliografia inclui, ainda, participação e organização de outras publicações, artigos e crônicas no blog Na rede. Sobre o "Eia, avante, brasileiros!, a própria autora assim se manifesta: Eu me decidi a escrevê-lo porque, sendo da geração pós-guerra, cresci entre os heróis e vilões da II Guerra Mundial. Entre as histórias de batalhas, entretanto, apareciam timidamente rostos sem nome, ou nomes sem rosto, das pessoas que faziam a sua parte porque o Brasil se lembrara deles, afinal. Seduziu-me

Eia, avante, brasileiros! - Ana Diniz

R$53,00
Eia, avante, brasileiros! - Ana Diniz R$53,00
Sucesso! Você tem frete grátis
Frete grátis a partir de R$299,00
Entregas para o CEP:

Frete grátis a partir de R$299,00

  • Na Figueredo Avenida Gentil Bittencourt, 449, Belém, Pa - Atendimento de segunda à sexta das 10:00 às 19:00

    Grátis

Gênero: Romance

Formato: 14 x 21 | Ano: 2013

Peso: 254 gr

Páginas: 192 | Polen  80 gr.

SINÓPSE: Ana Diniz nasceu em 1946, em Oriximiná, às margens do rio Trombetas, no Pará, em plena Amazônia brasileira. O jornalismo foi sua principal atividade durante trinta anos, e, nesta carreira, foi repórter, editorialista e cronista, e uma das primeiras redatoras-chefes de jornal diário de grande circulação no Brasil. Escreveu e publicou, individualmente, a partir de 1994: Correndo atrás da vida, livro-reportagem sobre a situação das crianças trabalhadoras na Amazônia; Em busca de uma linguagem feminina, livro-pôster, de poemas; Santíssima greve, a história de Mariano no céu, romance; Histórias de sol e de chuva, contos. Sua bibliografia inclui, ainda, participação e organização de outras publicações, artigos e crônicas no blog Na rede. Sobre o "Eia, avante, brasileiros!, a própria autora assim se manifesta: Eu me decidi a escrevê-lo porque, sendo da geração pós-guerra, cresci entre os heróis e vilões da II Guerra Mundial. Entre as histórias de batalhas, entretanto, apareciam timidamente rostos sem nome, ou nomes sem rosto, das pessoas que faziam a sua parte porque o Brasil se lembrara deles, afinal. Seduziu-me